Skip to main content
Imagem representando o que são keyframes

O que são Keyframes e quais tipos existem? Tudo que você precisa saber!

Editores de vídeo ou animadores já devem estar mais à vontade com esse tema. Mas se você é iniciante no After deve estar bem confuso sobre o que são keyframes, para que eles servem e quando usar, não é verdade?


Se você respondeu sim, é bem provável que você esteja interessado em saber disso. E você não está errado, porque realmente os keyframes são muito importantes. Podemos considerá-los como a base do After. Entendendo melhor sobre o que são keyframes e tudo que envolve esse assunto, você terá mais capacidade de controle de seus vídeos, efeitos e do After como um todo.


Então, papel e caneta na mão, porque o papo de hoje é coisa séria!


Mas então, o que são Keyframes?


Você também pode chamá-los de quadros-chave no bom e velho português. Os keyframes são pontos que marcam o início e o final de alguma animação. E não pense que animação são só aqueles filmes bem feitos da Disney ou da Pixar. Se você criar uma bola que sai do ponto A para o ponto B, já tem uma animação de posição.

Tela do After mostrando o que são keyframes
Exemplo de Keyframes na timeline do After


Como o seu programa de edição vai saber onde começa e termina esses movimentos? Quando você usa os keyframes! Vamos usar esse mesmo exemplo aí de cima. Nos programas de edição, a posição é indicada por um número, tanto vertical, quanto horizontal.


Para fazer esse movimento que comentamos ali em cima, você pode indicar pro seu editor que a posição inicial era 100, marcando com o primeiro keyframe, e a segunda 300, usando o keyframe final. Na hora que der o play, você vai ver exatamente isso que planejou. Sei que parece confuso, mas você pode entender melhor na imagem abaixo:

o que são keyframes timeline do after effects


E é assim que a animação funciona: a partir da diferença de um estado inicial até um final. Pra marcar esse intervalo, a gente usa os keyframes. E além da posição, você pode usar para variações de rotação, escala, opacidade.. o limite é a sua criatividade!


Veja também algumas dicas para mexer com edição de vídeo!


Agora que você sabe o que são, continue a leitura para ver que tipos existem e como cada tipo funciona!


Os tipos de keyframes


Beleza, você sabe agora o que é um keyframe e para que ele serve. Mas precisa saber também que existem alguns tipos e como cada um funciona, para deixar suas animações lindonas.


Fique tranquilo, a gente já fez esse trabalho para você! Separamos aqui embaixo os tipos de keyframe que você precisa conhecer para melhorar o seu trampo:


Linear

Imagem que mostra um Keyframe linear, no formato de um diamante


Vamos voltar pro nosso exemplo da bola. Depois que você marcou a posição inicial e final, usando os keyframes, você vai ter um movimento, saindo de A para B, certo? Por padrão, sempre que você cria um keyframe novo no After, ele é linear. Você vai ver ele no formato de um diamante.


Mas o que isso significa?


Significa que a sua bola vai sair do ponto A para o ponto B com a mesma velocidade. Com o tempo e a prática, você vai começar a sentir necessidade de criar movimentos com mais aceleração. E para isso, você pode usar os outros tipos que vamos mostrar ainda nesse post.


Então não deixe de continuar lendo!


Sobre o keyframe linear, não tem muito mistério. Você precisa saber que a velocidade no começo e final da animação é a mesma, simples assim.


Continuos

Exemplo de imagem que mostra o que são keyframes. Temos uma bola que simboliza o continuos


O continuos é menos usado em animações, mas não deixa de ser outra possibilidade. Ele tem um formato de bolinha e normalmente é usado quando temos uma animação entre 3 pontos.


Vamos relembrar do exemplo para clarear as coisas. Imagina agora que a bola que a gente tava animando, agora vai do ponto A, passando pelo B e terminando em C. A expectativa é que ela vá até o B, pare um pouco e comece outra vez até chegar no C não é mesmo?


Mas aí que tá, ao invés dessa paradinha, que é o comum da gente pensar, ela passa direto. É como se tivesse um pedágio na estrada: quando a gente passa por ele, paramos o carro, pagamos a taxa e seguimos viagem. Agora, se tiver um motorista louco, ele passa direto e nem olha para trás. Esse motorista seria o Continuos.


Dentro do After, seu atalho é CTRL + Clique do mouse


Eases


Se você já curtiu a animação feita com os keyframes lineares, é porque você ainda não conhece os eases. Depois que você aprender isso aqui, suas animações vão ficar muito mais da hora!


Com eles, você consegue dar aquele toque de aceleração que faltava para seu movimento linear. Você consegue fazer ainda algumas variações na aceleração do seu movimento, usando o Ease in, Ease out ou Ease Ease e nós vamos te ensinar mais sobre cada um deles. É bem Easy!


Começando pelo Ease in, você pode usá-lo quando quer que o seu movimento comece acelerado e termine devagar.

Exemplo de keyframe Ease In


O Ease Out já é o contrário dele: seu movimento começa devagar e fecha rápido.


E o Ease Ease faz um meio de campo entre os dois, acelerando no início e desacelerando no final:

Imagem representando o que são keyframes. Temos o Ease, no formato de ampulheta


Trocando em miúdos, a gente pode falar que o Ease out é uma aceleração e o ease in uma desaceleração, sacou?


Ah, e se você taí se perguntando como eles aparecem, são mostrados no formato de ampulheta. Para criar o Ease Ease, você seleciona os 2 Keyframes da sua animação e aperta F9. Depois que você fizer isso, ele já fica com o formato de ampulheta:

Keyframes ease ease na timeline do After


Para fazer o Ease In ou Ease Out, selecione os 2, como você fez aqui em cima, e clique com o botão direito, em seguida vá até Assistente de quadro-chave. Aí é só clicar na opção que você quer, que pode ser:

  • Atenuação simples (Easy ease)
  • Atenuação simples para dentro (Easy In)
  • Atenuação simples para fora (Easy Out)


Na janela nova, você consegue ver também os atalhos que pode usar para acelerar o processo:


Outra forma que você pode encontrar para criar Eases é usando o gráfico de velocidade. Ele pode assustar no primeiro momento, mas é bem simples de usar. É só você selecionar também os 2 Keyframes e clicar no ícone dele.

Gráfico de velocidade no after


Agora, você pode puxar cada uma das alças para dar mais velocidade ou desacelerar o movimento. Fazendo isso, você consegue os mesmos resultados do Ease Out, Ease Ease e também do Ease In


Toggle hold ou hold


Para entender como funciona o toggle hold, a gente precisa te mostrar outra coisa antes. Não sei se você já conhece, mas no mundo do vídeo existe uma coisa que chama interpolação.


Se você tem o frame inicial e o final de um vídeo, existe um transição de cenas até que o vídeo chegue ao final, concorda? Então de forma bem básica é isso que é a interpolação de frames ou quadros.


A gente precisava te explicar porque o hold tem tudo a ver com isso. Usando esse keyframe, sua animação não vai ter essa interpolação. Desse jeito, a animação acontece seca, não existe uma transição de imagens até o seu final.


Na timeline do after, ele aparece como um quadrado, como você pode ver aqui embaixo: 

Keyframe Toggle Hold na tela do After


Confira também o guia que a gente preparou sobre o Sony Vegas!


Conclusão


Entender como o que são keyframes e como eles funcionam é fundamental para você mexer com animações e com o After. São eles que marcam o começo e o final de um movimento, que pode ser linear e até acelerado.


Para cada necessidade existe um keyframe diferente. Então se você quer que sua animação vai ganhando velocidade ou desacelerando, pode usar os Eases por exemplo. 


A gente sabe que é muita informação nova para botar na caixola, mas não se preocupe, tudo fica mais claro na hora que você aplicar. Então agora que você já sabe o que são keyframes e tudo que envolve esse assunto, não deixe de praticar. Só assim você vai entender melhor o que a gente te mostrou aqui.


E se mesmo assim você ficou com alguma dúvida, é só deixar sua mensagem aqui nos comentários.


Para você que conhece alguém que também pode se interessar por isso, compartilhe esse post! Assim você também vai ajudar a gente.


E sem mais delongas, a gente te espera aqui no próximo post. Grande abraço pra você!